Centenario Universidade do Porto
Myspace U.PortoFacebook U.PortoTwitter U.Porto
NEWSLETTER
 
 

Fátima Campos Ferreira: "Gostaria que a Universidade continuasse a marcar os vindouros"

  Partilhar
O Olhar de...

- Jornalista portuguesa
- Jornalista da RTP desde 1987. Apresenta, desde 2002, o programa de debates Prós e Contras.
- Professora na licenciatura em Jornalismo da Universidade Lusófona
- Antiga estudante da Faculdade de Letras da U.Porto (FLUP), com Licenciatura em História (1982). Em 1986, completou a licenciatura em Jornalismo na Escola Superior de Jornalismo do Porto, génese do atual curso de Ciências da Comunicação da U.Porto.

- Como é que teve origem e se desenvolveu a sua ligação à Universidade do Porto? Que principais momentos guarda da sua experiência enquanto estudante da FLUP?

Fui aluna de História na Universidade do Porto (Faculdade de Letras) entre 78 e 81. Logo a seguir tentei concluir a segunda licenciatura em História de Arte, acabando por fazer muitas das cadeiras. Mais tarde conclui tambem o curso, de Jornalismo, na Escola Superior de Jornalismo do Porto, e acabei por me tornar Jornalista, embora durante alguns anos tenha sido Professora de História.  
Entrei para a Faculdade na sequência do primeiro exame de admissão depois da Revolução de Abril, com a média de 16 valores. Escolhi História para conhecer melhor a Humanidade, e valeu a pena...
A Universidade proporcionou-me o contacto com a Cultura e com a Arte desenvolvendo em mim essa paixão. Era o tempo da aposta em novos curriculuns e métodos de aprendizagem da História. Realço a importância que teve para mim o contacto com a História das Mentalidades e com a História Economica, nos diversos períodos Históricos..
A solidez e abrangência de conhecimentos era partilhada por um conjunto de Professores, que registo na minha formação Académica e Humana. Apesar da minha Licenciatura em Jornalismo, é a Historia que me abre o conhecimento Humano, contribuindo para a minha curiosidade sobre a Cultura e o Homem.  
Além da importância decisiva que a Universidade do Porto teve na minha vida, e na minha carreira, guardo as melhores recordações do tempo de estudante. O exercício democrático da Instituição, a Humanidade dos Professores, o espírito Académico que ligou alunos e Professores. Recordo momentos especiais, como uma conferência do Bispo do Porto D. Antonio Ferreira Gomes regressado do exilio, ou até as provas de Doutoramento dos professores Oliveira Ramos, Baquero Moreno e Vitor Sá.

- Qual a importância da Universidade no seu percurso profissional e de que modo foi de encontro às suas expectativas?

Como já referi, a Universidade definiu o meu caminho profissional, a minha vida, e talvez mais do que isso, ensinou-me a compreeender a Arte e a Cultura. Este sentimento é para mim, tão importante, que não descarto a possiblidade de voltar à História num percurso profissional.

- Que caminho deverá ser percorrido para afirmar cada vez mais a Universidade no contexto regional, nacional e internacional? Que Universidade do Porto gostaria que se celebrasse daqui a 100 anos…?

Daqui a 100 anos, gostaria que a Universidade continuasse a marcar os vindouros, proporcionando Saber e Humanidade, desenvolvendo o gosto pelas "coisas belas".

 
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
« Retroceder  |  Topo da Página  |  Imprimir
«AGOSTO 2016»
DSTQQSS
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031
PRÓXIMO EVENTO
Dia da Universidade 2012 22 de Março de 2012

A tradicional Sessão Solene do Dia da Universidade será o ponto culminante das celebrações do Centenário da Universidade do Porto. Pelo Sal...

 
 
FICHA TÉCNICA   |   POLÍTICA DE PRIVACIDADE   |   TERMOS E DIREITOS
copyright 2010 U.PORTO todos os direitos reservados       PRODUCED BY 4Best 4Best

Website
Arquivado